next up previous contents
Próxima: Fotomultiplicadoras Volta: Equipamentos Anterior: Imageamento Gama

Câmara de Cintilação

\epsfig{file=scint.epsf,width=5cm,clip=}
Em uma câmara de cintilação, desenvolvida por Hal Anger, um furo hexagonal de chumbo age como colimador, levando a radiação. O colimador normalmente tem 25 mm de espessura, com furos separados por 0,3 mm, já que o raio-$ \gamma$ do $ ^{99m}Tc$ tem um livre caminho médio de 0,4 mm. Cada furo somente deixa passar raios-$ \gamma$ provenientes de um canal estreito, localizando a fonte radiativa ao longo desta direção. Atrás do colimador, um ou mais cristais de iodeto de sódio, dopados com tálio), ou CsI, absorvem cerca de 90% da radiação gama incidente, principalmente pelo efeito fotoelétrico, e produzem um flash de luz (com cerca de 5000 fótons/raio-$ \gamma$) de cintilacão, que incide sobre um conjunto de células foto-elétricas ou foto-diodos que detecta estes fótons.
\epsfig{file=scint1.epsf,width=5cm,clip=}
Normalmente estas câmaras são grandes devido ao isolamento do cristal cintilador, e devido ao tamanho das células foto-elétricas.


next up previous contents
Próxima: Fotomultiplicadoras Volta: Equipamentos Anterior: Imageamento Gama

Modificada em 21 set 1998