Velocidade de Escape

Da equação de velocidade se pode deduzir facilmente a velocidade de escape do sistema, que representa a velocidade mínima para que o corpo escape da atração gravitacional do sistema.

velocidade de escape
Esta velocidade é por definição aquela com a qual o corpo chega com velocidade zero no infinito (v = 0 em r = $ \infty$), o que representa um órbita parabólica, já que $ \epsilon$ = 0. Assim, uma órbita parabólica pode ser considerada uma órbita elíptica com e = 1 e a = $ \infty$. Neste caso,

$ {\epsilon = {v_{esc}^2 \over 2} - {\mu \over r} = 0 \Rightarrow v_{esc} = \sqrt{2\mu \over r} = \sqrt{2G(M+m)\over r} = \sqrt{2}v_{circ},}$

Para um órbita hiperbólica, a energia total é positiva; a energia cinética é tão grande que a partícula pode escapar do sistema e se afastar dele. A parábola é o caso limite entre a órbita fechada (elipse) e a hipérbola. Halley, usando o método de Newton, encontrou que vários cometas têm órbita parabólica.


[*] [*] [*]
Próxima: Problema de muitos corpos Volta: A equação da energia Anterior: Velocidade Circular
©
Modificada em 30 jun 1998